Como Sociabilizar Um Filhote Durante o Protocolo de Vacinação?

Como A Educação Canina Para Tutores lhe Ensina a Sociabilizar Seu Filhote O Preparando Para Uma Melhor Relação Humano-Cão

Como Sociabilizar Um Filhote Durante o Protocolo de Vacinação?

Normalmente o protocolo de vacinação de um filhote dura 84 dias – o que varia um pouco de acordo com o médico veterinário. Mas você sabia que tal período coincide exatamente com o período de Sociabilização do filhote?

Se você teve ou tiver a orientação de um profissional de Educação e Comportamento Canino com certeza você saberá, caso contrário, muito provavelmente seu cão perderá este período de Sociabilização, crucial para ele ser um cão comportamentalmente saudável, sociável, confiante e adaptável!

Na fase de Sociabilização é preciso APRESENTAR o mundo ao filhote. Pessoas, crianças, cães, outro animais, sons, locais e objetos, é preciso habitua-lo de forma gradativa e positiva a conviver com tudo ou quase tudo que fará parte da sua vida.

 

Mas como fazer isto se não posso passear durante o protocolo de vacinação?

Bom… vamos lá!

Riscos sempre existirão, independente do local! Até na clínica veterinária o risco é grande!

Mas acredite: o risco de não sociabilizar seu filhote e ele se tornar um cão medroso, reativo e ter uma vida socialmente limitada é ainda maior!

Não, não vou dizer para você pegar seu filhote colocar peitoral e guia e ir passear no meio da rua, expondo-o ao risco de contaminação de inúmeras doenças. Certamente, não!

Mas saiba que existem formas menos arriscadas de sociabilizar seu filhote e zelar não só pela saúde física como também comportamental dele!

Segundo o médico veterinário e treinador Rafael Ramos da Cão de Ouro de Salvador-BA, – @caodeouro – podemos fazer a sociabilização do filhote através de passeios com ele no colo, passeios no shopping (locais higienizados o tempo todo), convidando em sua casa amigos que tenham cães sociáveis e vacinados para interagir com seu filhote ou levando seu filhote a casa deles…

São diversas as formas que um profissional de Educação Canina em conjunto com o Médico Veterinário podem ajudar você e seu filhote na saúde física e comportamental dele!

A prevenção sempre é a solução mais eficaz e rápida!

Bora Sociabilizar o Seu Filhote Com Segurança e Garantir a Saúde Física e Mental Dele?

 

Reatividade a Guia – Uma Dor de Cabeça Para Tutores

Quem adora passear com seu cão?

Um momento muito importante de interação e estreitamento de vínculo entre tutor e cão pode se tornar muito estressante, angustiante e até mesmo insuportável se seu cão tem reatividade a guia! Mas infelizmente, é uma situação comum… E você sabe por quê?

Porque um cão diante de um estímulo ou uma situação que ele tem medo, ele tem apenas 2 opções: ENFRENTAR ou FUGIR.

Quando um cão está atrelado a guia, ele não tem a opção de FUGIR, então, para afastar a ameaça que se aproxima, fatalmente sua única opção é reagir! Reagir latindo, rosnando, puxando…

E esse comportamento, mesmo não sendo de agressividade – mas sim reatividade por medo – deixa o tutor melindrado, constrangido, chateado. .
Este tipo de problema pode ter diversas origens, que vão desde o uso inadequado de equipamentos para passeio até uma sociabilização* mal feita ou inexistente.

 

Imagine tal situação…

Você está passeando com seu cão utilizando um enforcador ou guia unificada, ele vê um cão a sua frente e fica ansioso, querendo se aproximar rapidamente. Neste momento ele puxa e tenciona a guia em direção ao outro cão, o que gera um desconforto no seu pescoço. Além disso, você olha pra ele e dá uma bronca “Não! Cachorro feio! Não faça isso! Ele é amigo!” Na sequência, vocês saem da situação…
Seu cão sendo puxado pelo pescoço e você muito decepcionado ou estressado. E assim essa situação se repetindo durante todos os passeios… Seu cão sendo puxado/enforcado pelo equipamento toda vez que vê um cachorro.

Você acredita que no período de apenas 1 mês, seu cão irá gostar mais ou menos de outros cães?

Dei um exemplo com cães, mas poderia ser crianças, pessoas, gatos, motos, etc…

Então pessoal, é por isso que defendo o uso de um peitoral frontal e uma guia longa! Pois, esta dupla é indispensável para ENSINAR seu cão a passear sem puxar e também para não criar uma reatividade a outros animais ou pessoas no seu cão!

*Sociabilizar o filhote no período de 60 a 120 dias é crucial para se ter um cão sociável, equilibrado e com saúde física, mental e social.

Bora sociabilizar seu filhote com segurança, evitar que ele seja uma cão reativo e garantir a saúde física e metal dele?

 

Escrito por: Jonas Ricardo
Revisado por: Vanessa Zampieri
Open chat
Olá, Seja Bem-vindo(a)!
Quer saber mais sobre Educação Canina?
Nos envie uma mensagem pelo WhatsApp.