REATIVIDADE – O Que É, E O Que Fazer Para Ajudar Seu Cão E Você!

Como a Educação Canina para Tutores lhe Ensina a Prevenir e Resolver Problemas de Reatividade em Cães, tal Problema Prejudica e Muito a Relação Homem-Cão

REATIVIDADE – O que é, e o que fazer para ajudar seu cão e você?!

Você sabe o que é REATIVIDADE?

Reatividade é toda reação exagerada e desproporcional diante de um estímulo, certamente um cão reativo é aquele que não sabe como agir ou reagir diante de um estímulo ou situação!

Como seu cão fica quando toca a campainha ou interfone? E na chegada de uma visita?

Como seu cão fica ao ver um outro cão? Quando vai tomar um banho ou uma vacina?

Como seu cão fica quando você pega o equipamento de passeio?

Pois é! Se seu cão tem uma reação desproporcional diante destas situações, certamente podemos afirmar que ele é um cão reativo!
A reatividade além de ser ruim pelo comportamento desproporcional em si, é ainda mais danosa para saúde clínica!

Pois quando um cão entra em um estado reativo a fisiologia do organismo se altera, descargas de adrenalina e cortisol aumentam demasiadamente, o que prejudica muito a saúde e a longevidade deste animal.

Então, fique sempre atento para não estimular ou expor seu cão a situações que possam gerar ansiedade, medo ou agitação.

Assim você ajuda seu cão a manter a saúde física e emocional, e juntos, vocês poderão desfrutar a vida de forma mais saudável e por muito mais tempo!

 

Cão Reativo a Pessoas!

Um cão reativo a pessoas é com toda a certeza algo mais comum do que se pensa!

E que pode ser gerado por diferentes motivos, como falta de sociabilização* ou sociabilização mal feita, traumas provocados por maus tratos ou situações de medo causadas por pessoas.

Um cão reativo a pessoas pode gerar situações muito desconfortáveis tanto para ele bem como para seu tutor.

Receber visitas em casa ou fazer um passeio em família, por exemplo, se tornam momentos de angústia e estresse! Sendo assim, a família sofre! E o cão, ainda mais!

O sofrimento do cão acontece porque a emoção que gera este comportamento é o MEDO!

Por isso, caso seu cão apresente algum medo relacionado a pessoas ou a outros estímulos, não hesite em procurar ajuda profissional! Ajude seu cão a enfrentar e superar esta situação!

*Sociabilização é o período que vai aproximadamente do segundo ao quarto mês de vida do cão.

 

Cão Reativo a Ficar Sozinho!

Acredito que um dos principais comportamentos que devemos ensinar para um cão desde filhote, é “ficar sozinho”!

Pequenas e gradativas doses de frustração, superação e independência tornam o cão confiante, independente e adaptável.
Um cão que não aprendeu a ficar sozinho fatalmente será um cão ansioso e inseguro, que quando fica sozinho tem reações exageradas. A este comportamento denominamos REATIVIDADE!

Quando um cão está em um estado reativo ele sai do seu equilíbrio e tenta a todo custo voltar a homeostase. E este é um processo instintivo e não cognitivo. É “automático”, o cão não tem controle.

Para voltar ao equilíbrio o cão expressa aqueles comportamentos que lhe são naturais, como cavar, roer, latir, uivar… Comportamentos naturais para um cão, mas que se tornam um problema para nós humanos!

O nível mais severo de reatividade para um cão que não sabe ficar sozinho é denominado de Síndrome da Ansiedade por Separação (SAS).

Já acompanhei casos de SAS e as situações são as mais diversas.

Desde cães que quando seu tutor se ausenta latem e uivam sem parar, chegando ao ponto do seu tutor ser multado diversas vezes pelo condomínio e até mesmo ser “convidado” a se mudar.

Como também, casos em que quando o tutor chega em casa após um dia de trabalho, encontram tudo revirado e destruído, muitas vezes até com xixi e cocô por toda a casa.

Se você já passou por isso ou conhece alguém que passa, saiba que isso tem solução!

A primeira lição deste processo de aprendizado, é entender que o cão não faz isto de propósito, de forma consciente/cognitiva.

O comportamento é somente um processo reativo, fisiológico, instintivo e incontrolável em busca de homeostase – não é para se vingar por ter sido deixado sozinho, ok?

Nestes casos, o que seu peludo mais precisa é da sua EMPATIA, amor e paciência! E juntos, com a ajuda profissional adequada, com certeza irão superar esta situação.

 

Um Cão Reativo É um Cão Agressivo?

Nem sempre um cão reativo é um cão agressivo! Existe vários tipos de reatividade, e a agressividade é apenas uma delas, assim como o medo e a ansiedade.
A Reatividade não pode ser confundida com Agressividade!
Por exemplo, um cão reativo por agressividade exige muito cuidado e observação. Pois é um cão que pode provocar acidentes e danos à sua própria integridade, à do tutor e de terceiros.
Já um cão que é reativo por medo, normalmente ele foge do que tem medo – ao passo que um cão reativo por agressividade, ataca o “gatilho” que lhe provoca tal emoção!
Um dos processos utilizados para ajudar cães com este problema é o contra-condicionamento, que é uma técnica com a finalidade de modificar o sentimento do cão em relação ao que lhe causa a agressividade.

Nestes casos, o auxílio de um profissional capacitado é indispensável, pois quanto mais vezes a emoção e o comportamento se expressarem, mais ele é reforçado e maior será sua frequência.

Através da Educação Canina, tanto o tutor bem como o cão aprendem como enfrentar e superar estas situações.

Com informação, acolhimento, empatia, paciência e consistência, as emoções e os comportamentos mudam! Tanto do cão quanto da família.

E, tudo isso, somado a um profissional responsável, que utiliza métodos livre de medo, força ou qualquer coisa que gere desconforto no cão, certamente, seu cão e você conseguirão superar este problema!

Você tem este problema ou quer saber a respeito? Entre em contato com a gente. Com certeza podemos lhe ajudar!

 

Escrito por: Jonas Ricardo
Revisado por: Vanessa Zampieri
Open chat
Olá, Seja Bem-vindo(a)!
Quer saber mais sobre Educação Canina?
Nos envie uma mensagem pelo WhatsApp.